SERVIÇOS ONLINE

Notícias

Ver notícia

Com o propósito de melhorar os indicadores da saúde pública do município, neste mês, 60 agentes comunitários de saúde de Ariquemes receberam capacitação técnica sobre doenças de veiculação hídricas e a importância de consumir água de qualidade.

A professora e enfermeira, Sônia Carvalho, palestrou e mediou a encontro, mestre em química e diretor-executivo da Águas de Ariquemes também conversou com os agentes, explicando sobre as exigências da potabilidade da água que concessionária entrega diariamente nas torneiras das famílias ariquemenses, e falou ainda sobre as obras de saneamento e seus benefícios na promoção do desenvolvimento sustentável no município.

A capacitação foi possível por meio do Programa Nascentes, desenvolvido pela Águas de Ariquemes desde 2017, que retoma suas atividades agora, pós pandemia.

Para o agente comunitário de saúde, Pierre Luiz Garcia, o treinamento foi bem importante, ele comenta que aprendeu muito sobre os valores que possui uma água com qualidade, influenciando diretamente na saúde e na qualidade de vida.

“Sabemos das inúmeras contaminações em consumir uma água não tratada. Hoje durante o treinamento aprendi que o pH da água (nível de acidez) tem influência diretamente na nossa imunidade, se o pH do sangue está baixo que 7, existe maior probabilidade de adquirimos doenças, o recomendado é que o Ph esteja entre 7,5 a 9,0”, comenta Pierre Luiz Garcia, agente comunitário de saúde.

“Eu sofri na pele os danos da falta de saneamento, estou finalizando meu tratamento após uma infecção severa, e infelizmente essa é a realidade de boa parte dos brasileiros, principalmente aqueles que não tem acesso a água tratada. Por ano, o SUS gasta aproximadamente R$ 1.397,95 por habitante, porém temos um gasto próximo a R$ 100 milhões no atendimento de pacientes infectados com algum tipo de doenças de veiculação hídrica”, ressalta Sônia Carvalho.

Saúde Pública

Em 2019, uma pesquisa foi desenvolvida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsau), Agência Municipal de Regulação e Vigilância de Saúde do município, por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Agência de Vigilância de Saúde (Agevisa) de Rondônia, constatou de 93% dos poços de Ariquemes estão contaminados com coliforme totais e 63% com escherechia coli. Atualmente 97% da cidade tem acesso a rede de água tratada.

Mais Nascentes

Com o intuito de ampliar o conhecimento sobre água tratada, saneamento básico, o Programa Nascentes deve ser ampliado ainda esse ano, “Nosso espaço social está aberto para a população, por exemplo, temos outros encontros com os agentes comunitários de saúde previstos para 2022, além de vários programas voltados para a comunidade”, destaca Tânia Olinda, responsável pelo setor de Programas Socioambientais da Águas de Ariquemes.

Criado pela Águas de Ariquemes, o programa Nascentes é um convênio com a Secretaria Municipal de Saúde, a parceria visa promover um encontro anual com os agentes comunitários de saúde do município. A ideia é valorizar o trabalho deste profissional através de capacitação e reconhecimento.

Para mais informações sobres os programas e outros projetos desenvolvidos pela Águas de Ariquemes acesse www.aguasdeariquemes.com.br

Compartilhar:

Veja Também

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Aegea RO é responsável pelos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto em 4 cidades de Rondônia.

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Carreiras Saiba mais
Carreiras

Estamos sempre em busca de profissionais que são comprometidos com o nossos valores e propósito.

Revista Aegea Saiba mais
Revista Aegea

Faça o download da Revista Aegea e fique por dentro das novidades que acontecem na empresa.